PAINEL DO MERCADO PÚBLICO DE JOINVILLE

PAINEL DO MERCADO PÚBLICO DE JOINVILLE
PAINEL DO MERCADO PÚBLICO DE JOINVILLE - O.S.T. - 300 CM X 300 CM

SOBRE O ARTISTA- http://www.artistadoin.yolasite.com/

Doin Lambert Wilson was born in 1964 in Santos SP, currently resides in Joinville SC for over 40 years considers Joinville heart. His style is abstract figurative, began his search for art early drawing and painting with professors Hamilton Machado, luiz Si and Mario Avanchini, all of the House of Culture.
Doin today lives in his studio where he spends hours on end between canvas and brushes, half isolated glamur the world because my glamur is my production - more than 1000 jobs.
I am a worker of the art, we rarely know where they can go, they cross borders and cross oceans to delight eyes and minds of art lovers versus wants them from landing.
I am passionate about what I do and look forward pesquizador of form, color and texture. When something strikes me attention, I pause to observe the scene trying to capture the organiozação of its elements, the figure, the object, the volume, the colors, the textures, the short story to develop the plasticity of form. Use tools such as: finger, sponge, brush, spatula, forming a marriage between poetry and technique in painting.

Wilson Lamberto Doin nasceu em 1964, em Santos SP, atualmente reside em Joinville SC a mais de 40 anos que considera joinvillense de coração. Seu estilo é figurativo abstrato, começou sua busca pela arte bem cedo.
Hoje Doin tem uma galeria de Arte, onde passa horas a fio entre telas e pincéis, com uma produção - mais de 1000 trabalhos.
Sou um operário da arte, raramente sabemos por onde elas possam ir, elas cruzam fronteiras e atravessam oceanos para encantar olhos e mentes de amantes da arte ante quer que elas aportem.
Eu sou um apaixonado pelo que faço e um ansioso pesquizador da forma, cor e textura. Quando algo me desperta a atenção, detenho-me para observar a cena tentando captar a organização de seus elementos, a figura, o objeto, o volume, as cores, as texturas, enfim a história para elaborar a plasticidade da forma. Uso ferramentas como: pincéis, espátula, formando um casamento entre a poesia e a técnica no pintar.
....................T R A B A L H O S :
- painel do hospital são josé
- painel da maternidade darcy vargas
- painel do corpo dos bombeiros
-painel do colégio bom jesus
-painel do colégio santos anjos
- painel do colégio elias moreira
- painel do colégio nova era
- painel do colégio energia
- painel do colégio arte maior
- painel do colegio ccaa
- painel do cartório rodrigo lobo
- painel da empresa athetic
- painel da empresa volgelsanger
- painel da construtora incorposul - Ed. splendore
-painel da construtora incorposul - Ed. saint tereza
- painel da construtora incorposul - Ed. america garden
- painel da construtora incorposul - Ed. Accordes
- painel da construtora correia - Ed. platinum
- painel da empresa tv cidade
-painel da empresa fenster haus -claris tigre.
-painel da dona francisca choperia.
-painel do 62º batalhão de infantaria de joinville.
-painel do mercado público municipal de joinville.
-Painel da construtora incorposul - Ed. SONATA



sexta-feira, 30 de setembro de 2016

WILSON LAMBERTO DOIN - ENTREVISTA DA FESTACULTURAL

Entrevista : WILSON LAMBERTO DOIN

JORNALISTA - 
Luciano Oliveira Borges

Quando uma pessoa  é muito séria , fiel e dedicada àquilo que faz muitos costumam dizer que ela é "MUITO CAXIAS " ( nada a ver com o falido e hoje praticamente falecido clube que deu origem ao JEC ....) . Trata-se de uma clara referência-homenagem à Luís Alves de Lima e Silva ( 1803-1880 ) , ou melhor , ao DUQUE DE CAXIAS , tido como o patrono do Exército brasileiro e como um modelo de soldado . O que todos desconhecem é que o conceito de "SER CAXIAS" foi criado 3 séculos antes do famoso militar brasileiro por um sujeito de linhagem nobre ( ou "fidalgo " , como se dizia há séculos atrás ) e que veio ter muitíssima importância nos primórdios da colonização do Brasil , embora , estranhamente , a maioria dos livros de história o ignore ou subestime a sua importância.....Essa história teve início em 3 de dezembro de 1530 , quando uma expedição marítima partiu da Torre de Belém , em Lisboa , rumo às ainda pouco desbravadas terras tupiniquins , ou de Santa Cruz , como muitos portuguese ainda tinham costume de chamar . Não chegava a ser uma grande expedição - eram cerca de 400 homens a bordo de uma nau , dois galeões e duas caravelas - mas o seu chefe era AMIGO DO REI , literalmente : criado como pajem do futuro rei DOM JOÃO III ( monarca que governou o pequeno reino luso entre os anos de 1521 e 1557 ) , ele era , portanto a pessoa mais próxima e confiável ao rei . Mas não foi "só " a amizade real que determinou a escolha de MARTIM AFONSO DE SOUZA ( 1500-1571 ) como chefe da expedição : dotado de enciclopédicos conhecimentos de navegação , matemática e cosmografia , era também bastante famoso e respeitado por seus grandes feitos como militar . Aquela missão exigia alguém com esse perfil : sua função era não só dar início ao comércio e a outras atividades econômicas regulares na já vasta colônia portuguesa na América como fundar uma cidade e enfim iniciar a colonização do Brasil ( embora estas terras já pertencessem a Portugal desde 1494 , ou 6 anos antes do suposto "descobrimento do Brasil , a possibilidade de vir a perdê-las para os franceses , que intensificavam cada vez mais o contrabando do valioso PAU-BRASIL , era cada vez mais real ) . Uma olhada pelos nomes dos passageiros e suas ocupações dá bem uma noção da importância da expedição : estavam ali nobres , escrivães , oficiais de Justiça , militares e até mesmo uma expressiva quantidade de estrangeiros - principalmente alemães , espanhóis e holandeses - pelo fato de já terem estado anteriormente em terras americanas e terem conhecimento de línguas indígenas . Um outro detalhe , por sinal , curiosíssimo : apesar de ser uma expedição de caráter colonizador , NÃO HAVIA ALI MULHERES ( piada de português ? ) ! Se coube ao todo-poderoso amigo do rei a honra e o pioneirismo de fundar a mais antiga cidade brasileira - SÃO VICENTE , em 22 de janeiro de 1532 - coube a um dos membros da expedição , BRÁS CUBAS , ir muito mais além .....Fiel ao rei de Portugal , metódico , dedicado e honesto , a exemplo de vários outros membros e colegas de expedição , Brás Cubas acabou recebendo uma expressiva quantidade de terras ( ele chegou a ser o maior proprietário de terras na região que é hoje a Baixada Santista ) e tratou logo de ir trabalhando : no ano de 1536 e em uma região hoje conhecida OUTEIRO DE SANTA CATARINA , por sua ordem foram instalados plantações e um engenho de canda-de-açúcar , uma capela , um hospital chamado NOSSA SENHORA DA MISERICÓRDIA DE TODOS OS SANTOS ( trata-se do primeiro hospital do Brasil ) e no local surgiu um povoado que dentro de um brevíssimo tempo não só superaria São Vicente como logo se revelou um excelente porto . Outro fator contribuiu para seu crescimento : em 1541 São Vicente foi vítima de um terrível MAREMOTO ( quem foi que disse que o Brasil está livre da fúria da natureza ? ) e acabou sendo arrasada ....O crescimento do povoado de Brás Cubas foi tão rápido que apenas alguns anos mais tarde , por meio de um decreto datado de 26 de janeiro de 1546 ( alguns afirmam que na verdade foi em 1543 ) , ele acabou sendo emancipado politicamente de São Vicente com o nome de VILA DO PORTO DE SANTOS . 

     Além de ALCAIDE-MOR da vila que fundou ( cargo equivalente hoje ao de prefeito ) , Brás Cubas ainda foi - por duas vezes - governador da capitania de São Vicente ( território mais ou menos equivalente hoje ao Estado de São Paulo ) , procurador e contador de direitos e rendas da mesma capitania ( no popular : o homem da "grana " ) , possivelmente um dos descobridores - senão o descobridor - das primeiras minas de ouro e de outros metais no Brasil ( consta-se que em uma de suas andanças pelo interior do Brasil ele teria descoberto uma dessas minas , mais precisamente no que é hoje a região baiana da CHAPADA DIAMANTINA ) , teve destacada atuação na luta dos colonizadores portugueses contra índios e franceses ( por sua ordem foi construída a fortaleza de São Filipe da Bertioga , na ilha de Santo Amaro ) e , segundo alguns historiadores , teria ainda fundado a atual cidade paulista de Mogi das Cruzes ( existe nesse município um distrito chamado Brás Cubas ) . Acabou falecendo em 10 de março de 1592 , em  idade avançada ( tinha 85 anos ) , rico , respeitado e na mesma cidade aonde viera ao mundo : Porto , ao norte de Portugal .....Como na imaginação até as coisas mais absurdas e ridículas são mais do que possíveis , imagine que esse sujeito autenticamente português - austero , reflexivo , de não muitas palavras e um tanto desconfiado - ainda fosse vivo . Perto de completar - em dezembro - 509 anos , esse senhor ( ou seria Matusalém ?  ) abriria um de seus poucos sorrisos quando o assunto fosse a cidade que fundou e motivos para isso ele teria de sobra : embora menor do que Joinville ( segundo estimativa feita em 1 de julho de 2015 , a cidade tinha 433.966 habitantes ) , Santos é a décima cidade mais rica do país , a quinta cidade não-capital mais importante economicamente do Brasil , tem um gigantesco PIB ( a soma de tudo o que se produz ao longo de um ano ) de 26.116 .035.000 de reais e seu porto- inaugurado em 6 de fevereiro de 1892 - é o maior da América Latina e o trigésimo nono ( 39 ) maior do mundo e isso sem contar  as suas muitas atrações turísticas , como a sua maravilhosa orla marítima , um dos maiores aquários do mundo , o MORRO DE MONTSERRAT ......Ainda um outro motivo de um hipotético sorriso de Brás Cubas seria a grande quantidade de figuras ilustres nascidas em Santos , como os atores Alcione Mazzeo , Oscar Magrini , o eterno "vovô-garoto " Nuno Leal Maia , o cientista e político José Bonifácio de Andrada e Silva ( considerado por muitos o verdadeiro proclamador da independência ) e......WILSON LAMBERTO DOIN ! Nascido na histórica e bela cidade do litoral paulista em 1964 e , como ele mesmo  costuma dizer , " JOINVILENSE DESDE 1984 " , Wilson teve a honra e o privilégio de ter sido aluno do saudoso escultor MÁRIO AVANCINI ( 1926-1992 ) e costuma também se autodefinir como UM OPERÁRIO DA ARTE e seu estilo como abstrato . Você pode até não ter ouvido falar nele mas muito provavelmente alguma vez já se deparou com mesmo sem conhecê-lo pessoalmente : autor de mais de 1.000 obras , ele mesmo aponta como destaques e sempre se recorda com carinho de 20 PAINÉIS , que estão presentes em locais , como o hospital São José , a maternidade Darcy Vargas , o Mercado Público , a sede do Corpo de Bombeiros Voluntários de Joinville e o 62 Batalhão de Infantaria e os trabalhos do artista plástico - por sinal , apaixonado por Joinville - têm como principal caraterística a de retratar cenas , locais e costumes típicos aqui de terras de Dona Francisca . É possível conhecer esse sujeito simpático e atencioso - cantor e compositor em suas poucas horas vagas - e suas maravilhosas obras em seu atelier , localizado na rua Marinho Lobo , número 512 ( mais precisamente na sala 34 do edifício LULU ROSA ) e no momento também em uma exposição realizada no CASA DO CAPITÃO ( localizado próximo ao Zoobotânico , na rua Pastor Guilherme Rau ) . E é também com muita honra e em altíssimo estilo que o ALAMEDA CULTURAL fecha o mês de setembro conversando com esse legítimo e digno discípulo ( ABAIXO ) do genial Mário Avancini ......CONFIRA : 



1 - EM QUE MOMENTO VOCÊ PERCEBEU QUE TINHA VOCAÇÃO PARA SER ARTISTA  ? DE ONDE VEIO O INTERESSE PELA PINTURA  ? 

WILSON - Desde 6 anos, ganhei da minha tia filhinha uma caixinha de canetinhas 

e dai comecei a pintar ( ABAIXO , WILSON EM AÇÃO ) tudo que via pela frente, paredes. geladeira, mesas enfim não parei mais ( risos ) 


2 - COMO É O  SEU PROCESSO DE CRIAÇÃO ? COMO VOCÊ DEFINIRIA A PALAVRA "ARTE  " E A EXPRESSÃO "FAZER ARTE " ? 

WILSON - O meu processo de criação é muito esquisito, as vezes acordo no meio da noite e começo anotar tudo que vi no sonho ( ABAIXO ) , e por ai vai.

Arte é vida, é tudo, o próprio Deus criou a terra em 6 dias e no sétimo descansou criar é tudo.

Fazer arte é marcar um compromisso comigo, é uma necessidade como tomar água sem se afogar.( ABAIXO , WILSON , JUNTO A DE SEUS QUADROS ) 


3 - NESSES ANOS TODOS COMO ARTISTA  , ACONTECEU ALGUM FATO INTERESSANTE QUE GOSTARIA DE NOS CONTAR ? QUAIS SÃO OS SEUS GRANDES PROJETOS E SONHOS ? 

WILSON - O mais interessante foi que levei 2 anos para entregar o painel do colégio dos Santos Anjos ( ABAIXO , WILSON , JUNTO AO PAINEL ) , 

e no dia da inauguração a diretora irmã Cleofa estava muito feliz com a obra de arte que ela tinha encomendado, passou um mês e ela veio a falecer.

 Imagina se eu tivesse levado mais 2 meses para entrega não o viria em vida e eu não iria me perdoar, ainda bem que entreguei no tempo certo.
meus projetos são contar história na nossa cidade, de nossa gente, de nossas instituições. e sonhos é ver isso tudo se realizando naturalmente.( ABAIXO , PAINEL AINDA NÃO CONCLUÍDO , QUE CONTA UM POUCO DA HISTÓRIA DO JEC , DOS CLUBES QUE LHE DERAM ORIGEM - AMÉRICA E CAXIAS - E QUE SERÁ COLOCADO NA ARENA JOINVILLE ) 


4 - QUE DIFERENÇAS VOCÊ PERCEBE ENTRE JOINVILLE E A SUA TERRA NATAL , SANTOS  ? QUE ANÁLISE VOCÊ FAZ DO PANORAMA ARTÍSTICO  DE JOINVILLE ? EM SUA OPINIÃO , O QUE DEVERIA SER FEITO ? 

WILSON - Joinville é muito diferente de santos em todos os aspectos, mais por ser uma cidade turística conta muito, Santos ( ABAIXO ) valoriza muito a arte 

e Joinville ( ABAIXO ) começou a melhorar a partir do primeiro festival de dança, a nossa Joinville começou a ser conhecida no Brasil pela beleza desta arte.

sobre o que deveria ser feito, Joinville deveria se organizar em formas de debates nos colégios estaduais e municipais ( ABAIXO , ALUNOS DE ESCOLA MUNICIPAL ) para selecionarem através dos professores de arte os novos talentos municipais, da dança, música, teatro e desenhos e arte,

 para dar bolsa de estudos na Casa da Cultura ( ABAIXO ) , simples, a futura geração de artista do município poderá crescer muito com essas ideias coletivas.


5 - POR ÚLTIMO , QUE MENSAGEM GOSTARIA DE DEIXAR AOS LEITORES DO ALAMEDA CULTURAL ?

WILSON - Minha mensagem é continuem a incentivar as crianças para a arte o futuro é muito mais perto do que nunca. a arte tira as pessoas das prisões,

 o mundo foi feito para ser pintado, desenhado, e  modelado, o resto é a borracha que tenta apagar os nossos sonhos.

alameda cultural: Entrevista : WILSON LAMBERTO DOIN

alameda cultural: Entrevista : WILSON LAMBERTO DOIN: Quando uma pessoa  é muito séria , fiel e dedicada àquilo que faz muitos costumam dizer que ela é "MUITO CAXIAS " ( nada a ver com...